Entenda a importância de um plano de backup para as empresas

Cada vez mais as empresas estão dependentes da tecnologia para a coleta e processamento de dados, contudo, poucas organizações investem na criação de um plano de backup.

Essa falta de atenção é um dos principais pontos que levam ao surgimento de vulnerabilidades e trazem riscos para a operação de um negócio, pois ele estará totalmente exposto aos cibercriminosos e desastres naturais.

Neste post, queremos mostrar para você a importância de elaborar um bom plano de backup, para que serve exatamente essa rotina e quais os pontos a serem levados em consideração. Boa leitura!

A rotina de backup

Construir uma rotina de backup funcional é fundamental para a proteção dos dados sensíveis de uma empresa contra invasões e sequestros, além de erros ou problemas que levem a perda deles.

Ao manter cópias de segurança, sua organização sempre poderá recuperar de forma rápida e eficiente toda a informação necessária, maximizando a disponibilidade. Entre os tipos de backup existentes podemos destacar:

  • backup completo: sempre que a rotina é iniciada, uma cópia completa de todo o ambiente de dados é realizada, mesmo que nada tenha sido alterado desde o último processo;
  • backup incremental: nesse modelo, apenas os dados que foram alterados desde a última execução são inseridos na nova cópia;
  • backup diferencial: muito parecido com o anterior, porém, em vez de utilizar como parâmetro o último backup incremental, ele utiliza o último completo.

A elaboração um plano de backup

A rotina de backup é muito importante, mas não basta apenas sair copiando dados dentro de seu servidor. É preciso elaborar um plano que otimize recursos e garanta a eficiência do processo. Vamos listar alguns pontos simples que devem fazer parte desse procedimento.

Levantamento de cenário

O primeiro passo é mapear todo o cenário, como os dados a serem copiados, nível de sensibilidade de cada um deles, os modelos de dispositivos de armazenamento disponíveis, entre outros pontos.

O plano de backup, como um todo — por exemplo, as tecnologias utilizadas e tipo de backup empregado —, vai depender diretamente das demandas encontradas durante esse levantamento.

Janela de backup

A definição da janela de backup, também, é um ponto muito importante na elaboração de seu plano, sendo que o termo significa o horário em que a cópia será realizada.

O ideal é que a janela tenha início no período de menos carga no servidor, ou seja, que ninguém, ou quase ninguém, esteja utilizando os sistemas. Claro que esse cenário nem sempre é possível, sendo que, em locais onde existe acesso aos dados constantemente, é preciso analisar horários com menor fluxo de consultas.

Versionamento

É comum que em algumas empresas exista a demanda por versionamento, ou seja, em determinados casos, pode-se precisar de um mesmo arquivo, porém, em versões diferentes. Em um cenário como esse, é preciso ter atenção ao armazenamento que será mais exigido.

Tempo de retenção

Já o tempo de retenção é aquele em que as cópias devem ficar disponíveis para recuperação, sendo que, quando novos backups vão sendo adicionados, os mais antigos podem ser deletados.

Porém, deve-se ter muita atenção a determinadas situações, como recolhimento de impostos, documentos públicos ou até mesmo informações para disputas judiciais.

Os riscos da falta de backup

Sempre que falamos em backup vem à mente a figura da perda de dados por mau funcionamento de equipamentos ou simples erros, porém, os riscos da falta de rotina vão além disso.

Com o aumento das investidas de cibercriminosos contra empresas, o sequestro e roubo de dados estão entre os principais perigos que as organizações enfrentam. A seguir, uma lista breve dos riscos associados à falta de uma rotina de backup bem elaborada:

  • desperdício de recursos: retrabalho por erros e perdas de dados;
  • enfraquecimento da imagem: falta de segurança que leva ao questionamentos dos usuários;
  • paralisação das atividades: impossibilidade de continuar as atividades devido à perda de dados;
  • processos judiciais: acionamento na Justiça por vazamentos de informações confidenciais.

Chegamos ao final de mais um post e esperamos que ele possa ter auxiliado você a entender como elaborar um plano de backup muito mais eficiente para a sua empresa.

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário neste post! Nossa equipe pode ajudar você!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *