O que é necessário avaliar ao realizar orçamento de TI?

O que você faz para evitar problemas com o orçamento de TI? Normalmente visto como uma fonte de muitos gastos, o planejamento financeiro dessa área influencia diretamente nos resultados da companhia. Por isso, moldar um bom orçamento é um dos primeiros passos para ter uma rotina de gestão mais tranquila.

Quer saber como isso pode ser feito? Então veja o post a seguir!

Por que o orçamento de TI é importante?

O orçamento de TI é o documento que relaciona o direcionamento de todos os recursos financeiros para a área em um período. Ele lista pontos como a contratação de novos serviços, a troca de peças e as mudanças de equipes. Desse modo, o time de planejamento consegue identificar exatamente como e quando a área fará o uso das verbas financeiras disponíveis.

Como estruturar um bom orçamento de TI?

Para estruturar um bom orçamento de TI, a empresa deve tomar uma série de medidas. Destacam-se como as principais práticas as estratégias a seguir:

  • falar com a equipe e conhecer as suas principais demandas e problemas operacionais;
  • buscar as principais tendências do setor (como o Big Data e a Internet das Coisas) e ver como elas podem modificar os gastos da área;
  • tomar conhecimento sobre as metas de médio e longo prazo da empresa e moldar investimentos com base nesses dados;
  • conhecer o perfil de uso da infraestrutura, para identificar o que pode ser otimizado;
  • considerar as peças que devem ser trocadas para adquiri-las no melhor momento possível;
  • revisar todos os gastos que podem ser cortados;
  • avaliar o histórico de custos da área e o que pode ser otimizado.

Com essas práticas, o orçamento de TI pode ser mais preciso e robusto. Afinal, a equipe terá uma visão completa sobre tudo o que acontece na área. Desse modo, evitar problemas de direcionamento de recursos será muito mais simples.

Como cortar gastos na área de TI?

O orçamento de TI, como apontamos, muitas vezes é visto como algo que gera muitos gastos. Por isso, a empresa sempre deve estar pronta para otimizar os investimentos na área. Isso pode ser feito com medidas como:

  • revisão das licenças de software;
  • renegociação de contratos de prestação de serviços;
  • otimização das rotinas operacionais;
  • adoção da automação;
  • integração de equipes;
  • investimentos em tecnologias de análise de dados;
  • adoção da computação em nuvem e do SaaS.

Tais mecanismos cortam os gastos da empresa sem impactar na qualidade do serviço prestado. Ou seja, o time de TI conseguirá se manter ativo sem que faltem recursos. Desse modo, a tecnologia poderá manter o seu papel de protagonismo.

O setor de TI ganhou muita importância com a transformação digital. Nesse cenário, profissionais devem estar preparados para avaliar sempre a melhor maneira de posicionar a área. Isso inclui, principalmente, um bom planejamento.

Mas a qualidade do planejamento está diretamente conectada aos recursos que são disponibilizados para a equipe. Portanto, o orçamento de TI deve sempre ser feito com cuidado. Desse modo, todas as áreas terão os recursos necessários para atuar com qualidade garantida.

Quer saber outras dicas como esta? Então segue a gente no Facebook, no Twitter e no LinkedIn!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Fale conosco